sábado, 18 de junho de 2011

Fim do namoro. Será que tem volta?

Nos últimos meses a quantidade de amigos e amigas que terminaram seus namoros fez com que eu parasse pra pensar e refletir aqui tudo o que eles me relataram. Eu nunca terminei meu namoro, por isso não relatarei algo que “senti na pele”; são fatos históricos entre amigos e amigas que tiveram esse desgosto amoroso.
Há duas maneiras de um namoro terminar: o final esperado e o inesperdado. No primeiro, trata-se daquele namoro que já não ia bem há tempos; brigas e mais brigas, falta de entusiasmos, os beijos já não eram mais os mesmos e o prazer em estar com àquela pessoa ao seu lado era quase inexistente. É tanta coisa contra “a favor” do término que nem sei por que esses casais não terminam ou se acertam logo. Vejo que empurram com a barriga pra sei lá onde.
Já o segundo caso, o mais sofrível, é àquele namoro que tudo parece lindo e maravilho e de repente um dos lados chega e termina “do nada”. Esse “do nada” entre aspas é pelo fato que um dos lados vai dizer isso. Claro que não foi do nada! Com certeza o cara ou já estava com olhos em outra, ou a garota já não estava mais feliz consigo mesma, ou N razões para esse fim. O problema é o lado que é pego “de surpresa” e desaba no chão. Sonhos, planos e promessas vão para o ralo em segundos.
O que fazer?
SOS RelacionamentosOutro dia uma amiga veio me contar que o namorado terminou com ela porquê estava confuso entre ela e a ex. Nesse caso o melhor que se tem a fazer é ser você mesma, como você sempre foi com ele no tempo em que estiveram juntos. Mostre que você, acima de tudo, é amiga dele e que o amor está ali, guardado. Não se humilhe, não faça escândalos, não tente ir brigar com a ex dele. A ex não tem culpa de nada! Se ele foi atrás dela, o culpado é ele! Não que ele tenha culpa, pois ninguém manda no coração e ele está tentando ser sincero com ele mesmo e com as duas. E pro cara, o melhor é se afastar um tempo das duas e re-pensar o que lhe faz mais feliz. Já diz a velha frase “o que tiver que ser, será”. E vai ser.
Nenhum amor é único. Achar que o amor é único é um pensamento de adolescente que namora pela primeira vez. Você pode amar uma, duas, e várias pessoas e no final de todo esse ciclo, você vai saber quem te fez mais feliz nesses amores.
Tá certo, eu sei que terminar um namoro é doído, é terrível, o mundo desaba. Mas passa. Dê tempo ao tempo; continue vivendo as outras partes de sua vida que sempre te fizeram feliz: família, amigos, entreterimento, etc. A vida não pode parar por causa de um amor. Viva!
Será que vale a pena voltar?
Chegou a hora de re-pensar. Tudo o que vocês viveram de alegrias durante o tempo em que estiveram juntos subitraído às brigas e discussões, confiança e causa da separação. Faça uma conta cheio de fórmulas e siga seu coração. Pense: será que vale a pena insistir em algo que já não vinha bem há tempos? Será que se eu mudar em algo e ele também, vamos mudar mesmo? Ou vai ser só no começo?
Acho válido uma conversa pra colocar uma pedra na história. Se o namoro terminou e ficaram dúvidas na sua cabeça, procure, de forma amigável, conversar com ele/ela. Não vá com pedras na mão; não torne essa conversa em troca de faspas. Ali está uma oportunidade de vocês se acertarem e, se você quer mesmo voltar, você terá que fazer esforços de uma mudança comportamental e ele/ela também. E lembre-se: não basta FALAR “eu vou mudar”; tem que mudar. É difícil, mas você consegue.
Ah, outro detalhe importante: não marque essa conversa com uma esperança positiva de volta do namoro. Lembre-se: vocês vão apenas conversar! “O futuro a Deus pertence”.
Ao longo do término, choro, depressão, angústia e o mundo cinzento vai sumindo a medida em que o tempo passa e, logo seu coração vai estar curado. Quando menos você esperar, o ciclo recomeça e você percebe que está apaixonada(o) por um novo amor.

Você já passou por isso? Como foi? Conte-nos nos comentários abaixo. Sua palavra pode ajudar muita gente que está passando por isso ;)


3 comentários:

Psiu Te Amo disse...

Participe : QUERO GANHAR O LIVRO QUERIDO JOHN DO BLOG PSIUTEAMO.BLOGSPOT.COM http://psiuteamo.blogspot.com/

Anônimo disse...

eu tive um namoro conturbado cheio de brigas e ciumes doentio então nós terminamos. foi muito dificil mas tudo na vida passa eu fiz minha escolha, é melhor sofrer agora q uma vida inteira.

Lorena Flor disse...

Oieee! Adoreeeeei teu blog e tô seguindo =)
Passa lá tbm!

http://lorena-flor.blogspot.com/

beijo ;*

Postar um comentário